26°

Poucas nuvens

São Bento - PB

Dólar com.

R$ 5,27

Euro

R$ 6,4

Peso Arg.

R$ 0,06

Policial Barbaridade!

Acusado de matar Dr. Expedito Pereira diz que crime foi pago por Ricardo Pereira com cheque assinado pelo ex-prefeito de Bayeux

Um dos suspeitos pelo assassinato do ex-prefeito de Bayeux Expedito Pereira, durante depoimento, revelou mais detalhes sobre a motivação do crime.

19/12/2020 08h07
20
Por: Redação folhaSB Fonte: Primeiras notícias
Acusado de matar Dr. Expedito Pereira diz que crime foi pago por Ricardo Pereira com cheque assinado pelo ex-prefeito de Bayeux

Um dos suspeitos pelo assassinato do ex-prefeito de Bayeux Expedito Pereira, durante depoimento, revelou mais detalhes sobre a motivação do crime. Conforme apurado pela reportagem do Paraíba Já, o sobrinho da vítima, Ricardo Pereira, teria encomendado o crime porque o líder político apoiou, nos bastidores, outro candidato a vereador, que conseguiu ser eleito nas eleições deste ano. Ricardo teve 524 votos e é o primeiro suplente do PV em Bayeux.

No depoimento, foi relatado que o cheque, com assinatura de Expedito Pereira, no valor de R$ 12 mil, encontrado durante busca e apreensão realizada pela Polícia Civil na casa de um dos envolvidos, teria sido repassado pela vítima a Ricardo durante a campanha eleitoral, para ajudá-lo na disputa para uma vaga de vereador na cidade.

Acontece que o apoio de Expedito teria se limitado apenas ao cheque de R$ 12 mil e aparições nas redes sociais, mas ele teria, nos bastidores, apoiado outro candidato, que foi eleito. Até o momento, não foi revelado o nome deste candidato.

Ao perceber a articulação política do tio, Ricardo Pereira teria encomendado a morte de Expedito e o pagamento foi feito com o mesmo cheque dado pela vítima.

No dia do crime, em depoimento à imprensa, uma das filhas do ex-prefeito assassinado já declarava que o crime poderia ter motivação política. “Você pode não gostar dele e das opiniões políticas dele, mas não pode concordar com o que aconteceu aqui. Se você concordar, é tão cumplice quanto. Então, acho que é o dever de todos nós, meu especialmente como filha, lutar contra isso e para achar quem fez isso, porque isso é um absurdo. Isso não pode acontecer, assassinar uma pessoa à luz do dia”, afirmou.

Apesar do prefeito assassinado ter filhos adultos, de acordo com Emília Ferraz, uma das delegadas à frente do caso, Ricardo era responsável pelas movimentações financeiras do tio. Pagamentos de contas como de água, luz, condomínio, eram feitas pelo sobrinho. Toda a negociação de uma granja em Conde e uma casa em Bayeux foi feita por Ricardo.

“A motivação foi da ganância, cobiça. Na vontade de ter o que é dos outros. Ricardo foi encarregado de administrar todas as finanças de Expedito. Ele não tinha apenas todos os cartões, tinha senhas, alterava como senhas eletrônicas. Qualquer negociação ou transação passava por Ricardo, diante da confiança que o tio tinha com o sobrinho”, afirmou.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Anúncio
São Bento - PB
Atualizado às 07h10 - Fonte: Climatempo
26°
Poucas nuvens

Mín. 22° Máx. 34°

27° Sensação
19.8 km/h Vento
62.6% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (19/05)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 23° Máx. 34°

Sol com algumas nuvens
Quinta (20/05)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 22° Máx. 34°

Sol com algumas nuvens
Mais lidas
Anúncio